Experiências dialógicas como exercí­cio interdisciplinar em artes visuais: apontamentos sobre pesquisa autobiográfica e teoria da epistemologia do romance

Autores

Palavras-chave:

experiência, artes visuais, interdisciplinar, autobiografia, epistemologia do romance.

Resumo

Este texto apresenta experiências dialógicas nascidas no contexto da graduação e pós-graduação a partir de vivências pedagógicas que transitam por um universo interdisciplinar, quando compartilhadas no âmbito da formação em Artes Visuais. Neste aspecto, o esforço empenhado visa construir um discurso proveniente dessa abordagem, apontando dois pontos teóricos de partida: a Pesquisa Autobiográfica e o campo da estética no contexto da teoria da Epistemologia do Romance. Ambas as discussões convergem para um elo pedagógico entre Artes Visuais e Literatura que permite uma articulação a partir de imbricações teóricas e metodológicas experienciadas em sala de aula.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Carlos Pinheiro Ferreira, Universidade de Brasí­lia

Doutor em Arte e Cultura Visual pelo Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual da Universidade Federal de Goiás, área de concentração em Arte, Cultura e Visualidades na Linha de Pesquisa: Culturas da Imagem e Processos de Mediação com a tese: MO(VI)MENTOS AUTOBIOGRÁFICOS: historiando fragmentos narrativos de experiências de vida docente e discente em artes visuais. Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal Fluminense no Campo de Confluência: Linguagem, Subjetividade e Cultura (2008), com enfoque no estudo do conceito de subjetividade e linguagem a partir da imagem fotográfica publicitária. Graduação com Licenciatura Plena em Educação Artí­stica pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1996). Lecionou Artes Visuais e História da Arte nas redes municipal e estadual do Rio de Janeiro no perí­odo de 1998 a 2009. É Professor Adjunto na Universidade de Brasí­lia, lotado no Instituto de Artes, Departamento de Artes Visuais. Orientador de Mestrado credenciado no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais - PPGAV/UNB, com o Projeto de Pesquisa: Experiências de vida, formação e autoformação: dialogicidade entre pesquisa narrativa, autobiografia e artes visuais. Experiência na área de Arte/Educação, com ênfase no Ensino de Artes Visuais, principalmente, no processo de ensino e aprendizagem da Educação Básica e Educação de Jovens e Adultos. Interesse de pesquisa nos seguintes temas: Arte e Imagem Fotográfica, Arte/educação Contemporânea, Histórias de vida, Narrativas, Memoriais de Formação, Escrita de si, Arte e Psicanálise, Currí­culo, Cotidiano, Formação e atuação docente.

Ana Paula Aparecida Caixeta, Universidade de Brasí­lia

Doutora e mestre em Literatura pela Universidade de Brasí­lia (UnB). Graduada em Artes Plásticas e Letras. É professora Adjunta no Departamento de Artes Visuais da Universidade de Brasí­lia e professora do Programa de Pós-Graduação em Literatura (PósLit/UnB). Pesquisadora e atual lí­der do grupo Epistemologia do Romance - ER (UnB/CNPq), busca maiores aprofundamentos da teoria homônima, visando estabelecer diálogos entre Literatura e Artes Visuais a partir da Estética e sob a ótica teórica da ER. Desenvolve pesquisas sobre Glauco Mattoso, Estética, Efeito estético e Ensino da Estética. Organizou os volumes dos Verbetes da Epistemologia do Romance (2019/2021) - o primeiro, junto com Maria Veralice Barroso e Wilton Barroso Filho; o segundo, com Maria Veralice Barroso.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Tradução: Viní­cius Nicastro Honesko. Capecó, SC: Argos, 2009.

ARNHEIM, Rudolf. Intuição e intelecto na arte. Tradução: Jefferson Luiz Camargo; revisão de Daniel Camarinha da Silva. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

BACHELARD, Gaston. A psicanálise do fogo. Tradução: Paulo Neves. 3ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoiévski. Tradução: Paulo Bezerra. Rio de Janeiro: Editora Forense Universitária, 1981.

BAKHTIN, Mikhail. O problema do texto na linguí­stica, filologia e em outras ciências humanas. In: BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Tradução: Paulo Bezerra. São Paulo: Editora Martins Fontes, 2003, p. 307-336.

BARROSO, Wilton. Texto referencial: Elementos para uma epistemologia do Romance. In: BARROSO, Wilton. BARROSO, Maria Veralice. Estudos Epistemológicos do Romance. Brasí­lia: Verbena Editora, 2018, p. 15-33

BAUMGARTEN, Alexander Gottlieb. Estética – A lógica da arte e do poema. Tradução: Mirian S. Medeiros. Petrópolis, RJ: Vozes, 1993.

BRETAS, Beatriz. Interações cotidianas. In: GUIMARíES, César e FRANÇA, Vera (Org.) Na mí­dia, na rua: narrativas do cotidiano. Belo Horizonte: Autêntica, 2006, p. 29-42.

CORAZZA, Sandra. O que quer um currí­culo? Pesquisas pós-crí­ticas em educação. Petrópolis: Editora Vozes, 2001.

CARBONELL, Jaume. Pedagogias do século XXI: bases para a inovação educativa. Tradução: Juliana dos Santos Padilha. Porto Alegre: Penso, 2016.

CATANI, Denice Bárbara. As leituras da própria vida e a escrita de experiências de formação. Revista de FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 14, n. 24, julho/dezembro, p. 31-40, 2005. Disponivel em . Acesso em 19 maio 2013.

CAUQUELIN, Anne. Teorias da arte. Tradução: Rejane Janowitzer. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Tradução: Ephraim Ferreira Alves. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1994.

CLANDININ D. Jean e CONNELLY, F. Michael. Pesquisa Narrativa: experiência e história em pesquisa qualitativa. Tradução: Grupo de Pesquisa Narrativa e Educação de Professores ILEEL/UFU. Uberlândia: EDUFU, 2011.

COLONNA, Vincent. Autofiction & autres mythomanies littéraires. Auch: Éditions Tristam, 2004.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Fundamentos epistemológicos da pesquisa biográfica em educação. In: Revista em Educação: Belo Horizonte, v. 27, n. 01, abril, p. 333-346, 2011. Disponí­vel em <http://www.scielo.br/pdf/edur/v27n1/v27n1a15.pdf>. Acesso em 10 set 2013.

DIDERROT, Denis; D"™ALEMBERT, Jean le Rond. Discurso preliminar e outros textos. Tradução: Fúlvia Maria Luiza Moreto. São Paulo: Editora UNESP, 1989.

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e Método. Tradução: Flávio Paulo Meurer; revisão: Enio Paulo Giachini. 12ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

HAN, Byung-Chul. A salvação do belo. Tradução: Miguel Serras Pereira. Lisboa: Relógio D"™ígua Editores, 2016.

HEGEL, Georg Wilhelm Friedrich. Cursos de Estética I. Tradução: de Marco Aurélio Werle – 2ª ed. São Paulo: Editora Universidade de São Paulo, 2001.

HERNíNDEZ, Fernando. Minha trajetória pela perspectiva narrativa da pesquisa em educação. In: MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene; SOUZA, Elizeu Clementino de. (Org.). Pesquisa narrativa: interfaces entre história de vida, arte e educação. Santa Maria/RS: Editora da UFSM, 2017, p. 49-74.

ISER, Wolfgang. O ato da leitura, Vol. 1. Tradução: Johannes Kretschmer. São Paulo: Ed. 34, 1996.

JAVCHELOVITCH, Sandra e BAUER, Martin W. Entrevista narrativa. In: BAUER, Martin W. e GASKELL, George (Org.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Tradução: Pedrinho A. Guareschi. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2011, p. 90-113.

JIMENEZ, Marc. O que é estética? Tradução: Fulvia M. L. Moretto. São Leopoldo, RS: Ed. Unisinos, 1999.

KANT, Immanuel. Crí­tica da faculdade de juí­zo. Tradução: Valério Rohden e António Marques. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

KANT, Immanuel. Crí­tica da razão pura. Tradução: Fernando Costa Mattos. Petrópolis, RJ: Vozes; Ed. Universitária São Francisco, 2015.

KOTHE, Flávio. Arte comparada. Brasí­lia: Editora Universidade de Brasí­lia, 2016.

LEIS, Héctor Ricardo. Sobre o conceito de interdisciplinaridade. In: Cadernos de pesquisa interdisciplinar em ciências humanas. V. 6, Número 73, 2005. p. 1-23. Disponí­vel em <https://periodicos.ufsc.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/2176>. Acesso em 19 set 2019.

MAFFESOLI, Michel. Elogio da razão sensí­vel. Tradução: Albert Chistophe Migueis Stuckenbruck. 4ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene. "(Des)arquivar narrativas para construir histórias de vida ouvindo o chão da experiência". In: MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene; SOUZA, Elizeu Clementino de. (Org.). Pesquisa narrativa: interfaces entre história de vida, arte e educação. Santa Maria/RS: Editora da UFSM, 2017, p. 143-165.

OLIVEIRA, Sara Lelis. BARROSO, Maria Veralice. "Leitor-pesquisador". In: CAIXETA, Ana Paula Aparecida. BARROSO, Maria Veralice Barroso. BARROSO-FILHO, Wilton. Verbetes da Epistemologia do Romance. Brasí­lia: Verbena Editora, 2019, p. 115-124.

PASSEGGI, Maria da Conceição. "Injunção institucional e sedução autobiográfica: as faces autopoética e avaliativa dos memoriais". In: BARBOSA, Tatyana Mabel Nobre; PASSEGGI, Maria da Conceição (Org.). Memorial acadêmico: gênero, injunção institucional, sedução autobiográfica. Natal, RN: EDUFRN, 2011, p. 19-40.

PASSEGGI, Maria da Conceição; SOUZA, Elizeu Clementino de. "O Movimento (Auto)Biográfico no Brasil: Esboço de suas Configurações no Campo Educacional". In: Revista Investigacion Cualitativa. 2 (1) p. 6-26, 2017. Disponí­vel em <https://ojs.revistainvestigacioncualitativa.com/index.php/ric/issue/view/7>. Acesso em 13 maio 2018.

PIMENTA, Selma Garrido; ANASTASIOU, Léa das Graças C. Docência no Ensino superior. São Paulo: Cortez, 2014.

PINEAU, Gaston e LE GRAND, Jean-Louis. As histórias de vida. Tradução: Carlos Eduardo Galvão Braga e Maria da Conceição Passeggi. Natal, RN: EDUFRN, 2012.

PRAZ, Mario. Literatura e Artes Visuais. Tradução: José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix: Ed. Universidade de São Paulo, 1982.

RANCIÈRE, Jacques. O inconsciente estético. Tradução: Mónica Costa Netto. São Paulo: Editora 34, 2009.

SCHILER, Friedrich. A educação estética do homem: numa série de cartas. Tradução: Roberto Schwarz e Márcio Suzuki. São Paulo: Iluminuras, 2014.

SOURIAU, Etienne. A correspondência das artes: elementos de estética comparada. Tradução: Maria Cecí­lia Q. de Moraes Pinto e Maria Helena Ribeiro da cunha. São Paulo: Cultrix: Ed. Universidade de São Paulo, 1983.

SOUZA, Elizeu Clementino de. O conhecimento de si: estágio e narrativas de formação de professores. Rio de Janeiro: DP&A; Salvador, BA: UNEB, 2006.

SOUZA, Roberto Ací­zelo de. Teoria da literatura: trajetória, fundamentos, problemas. São Paulo: É realizações, 2018.

TEIXEIRA, Aní­sio. Pequena introdução í Filosofia da Educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

TOURAINE, Alain. Um novo paradigma para compreender o mundo de hoje. Tradução: Gentil Avelino Titton. Petrópolis: Editora Vozes, 2011.

Downloads

Publicado

2021-11-06

Edição

Seção

Artigos