Abel Salazar: Intelectual, Artista e Resistente

Autores

  • Teresa Lousa Professora Auxiliar Convidada na FBAUL - Investigadora Integrada do CHAM-FCSH

Palavras-chave:

Abel Salazar, Portugal, Pintura, Salazarismo

Resumo

Abel Salazar, um nome que ficaria para sempre associado à pintura portuguesa e à mais digna e bela representação do povo português de teor humanista e social, sobretudo através da sua representação da mulher trabalhadora, foi na realidade um intelectual de múltiplas facetas: um notável histologista, um excelente pedagogo e um intelectual activo nas questões filosóficas e epistemológicas perseguido e afastado do seu trabalho no auge da sua carreira pelo nefasto poder do Estado Novo.

Biografia do Autor

Teresa Lousa, Professora Auxiliar Convidada na FBAUL - Investigadora Integrada do CHAM-FCSH

Teresa Lousa, nasceu em 1978, em Lisboa, licenciou-se em Filosofia na FCSH. O seu interesse por Estética e História da Arte conduziu-a ao Mestrado em Teorias da Arte na FBAUL, que a despertou para o interesse por temas e autores da Teoria da Arte Portuguesa, nomeadamente Francisco de Holanda, autor que foi o alvo do seu Doutoramento concluí­do em 2013. Lecciona Estética desde 2008 e apresenta diversas sessões temáticas ao 3º ciclo (doutoramento em Ciências da Arte e do Património) na FBAUL. Actualmente é investigadora integrada do CHAM onde colabora com o Sub-grupo Gerações Hispânicas coordenado pelo Professor José Esteves Pereira. Tem participado em múltiplos colóquios internacionais e escrito artigos e capí­tulos em antologias em torno de temas tão diversos como: Humanismo, Renascimento, Neoplatonismo, Furor Divino e Inspiração, Melancolia, Arte Macabra, Estética do Horror, Estética da Morte, Estética e Sagrado, Sublime, Teoria do Génio, Pluralismo estético, etc...

Downloads

Publicado

2016-06-28

Edição

Seção

Ensaios