O CORPO DE CASTIGO: AS RELAÇÕES DE PODER E A DANÇA COMO TRANSGRESSÃO NO JARDIM DE INFÂNCIA

Autores

  • Danielle Berbel Leme de Almeida Universidade do Minho

Resumo

Resumo: A presente pesquisa visa analisar o lugar da dança nas possibilidades corporais da criança inserida em uma estrutura pré-estabelecida pautada na relação do poder adulto em um jardim de infância. Uma dança que é apresentada como parte estruturante de um corpo privado de liberdades infantis, em momento solicitado pelo adulto, e, do estar imóvel como forma de punição de alguma regra não cumprida. Uma dança que se apresenta como transgressão para "fugir" ou recriar o momento do castigo, como um ato revolucionário, de liberdade, de prazer pelo e no movimento. Para tanto, evidenciamos alguns aspectos decorrentes da cena: 1) a ordem institucional estabelecida pelo adulto, 2) a necessidade de brincar das crianças, até quando é para ser "sério" e 3) a possibilidade de expressão da dança enquanto linguagem. O formato metodológico é de um estudo de caso de orientação etnográfica onde a observação participativa permitiu perceber as razoes das escolhas e dos propósitos da criança e as coloca no lugar de sujeitos da pesquisa. As experiencias de dança das crianças do castigo demostravam a relação entre a brincadeira e a dança em uma estética presente e estruturante da relação entre o mover-se para transgredir uma regra imposta. Ao relacionar o movimento estético dançado com o movimento em forma de protesto, as crianças conseguiram o status de propositoras da brincadeira e, de certa forma, estiveram a brincar com os outros e ao descobrir as possibilidades do corpo (movimento/pausa) com as outras crianças, estão de fato, coreografando uma estética de dança pautado nas intenções de comunicar e sentir.

Palavas-chave: dança; corpo; criança; castigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Berbel Leme de Almeida, Universidade do Minho

Doutouranda em Estudos da Criança – Sociologia da Infância - UNIVERSIDADE DO MINHO. Mestre em Estudos da Criança - Animação Teatral - UNIVERSIDADE DO MINHO (2011). Especialista em Corpo Contemporâneo pela Faculdade de Artes do Paraná (2005), Licenciatura e Bacharelado em Dança pela Faculdade de Artes do Paraná (2001) .

Downloads

Publicado

28-04-2021

Como Citar

Almeida, D. B. L. de. (2021). O CORPO DE CASTIGO: AS RELAÇÕES DE PODER E A DANÇA COMO TRANSGRESSÃO NO JARDIM DE INFÂNCIA. O Mosaico, (20). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/mosaico/article/view/3908