Berio via Pousseur e Costère: Uma proposta de análise de Sequenza VII e Chemins IV

Vinícius Cesar de Oliveira, Tadeu Moraes Taffarello, Denise Hortência Lopes Garcia

Resumo


Neste trabalho, apresenta-se uma análise dos processos composicionais da Sequenza VII e seus desdobramentos em Chemins IV, do ponto de vista melódico/harmônico. São referenciais teóricos: o princípio da complementaridade cromática de Catherine Losada; a tipologia criada por Henry Pousseur; o conceito de espaço contínuo de Albert Lautman; a ideia de latência e ressonância de Max Packer; e a Lei da Atração Universal de Edmound Costère. Um patch em ambiente MAX/MSP foi criado para auxiliar na obtenção dos resultados analíticos. Como considerações finais, percebe-se que o processo de estruturação melódica da linha do oboé em Sequenza VII é a disparadora de um processo de desdobramento harmônico em Chemins IV.

Texto completo:

PDF

Referências


BERIO, Luciano. Entrevista sobre a música contemporânea (realizada por Rossana Dalmonte). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1981.

______. Chemins IV. Vienna: Universal Edition, 1975. Partitura.

______. Remembering the future. Cambridge: Harvard University Press, 2006.

______. Sequenze. Hamburg: Deutsche Grammophon GmbH, 1998. 3 CDs. Encarte.

______. Sequenza I. Vienna: Universal Edition, 1992. Partitura.

______. Sequenza VII. Vienna: Universal Edition, 1969. Partitura.

______. Chemins IIb (author's note). Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2018

COSTÈRE, Edmound. Lois et styles des harmonies musicales. Paris: Presses Universitares de France, 1954.

_________________. Mort ou transfigurations de l’harmonie. Paris: Presses Universitares de France, 1962.

ECO, Umberto. Obra Aberta: forma e indeterminação nas poéticas contemporâneas. São Paulo: Perspectiva, 2005.

ELLARD, Brian. Edmond Costère's Lois et Styles des Harmonies Musicales, an English translation and commentary. PHD thesis. Rochester: University of Rochester, Eastman School of Music, 1973.

FERRAZ, Silvio. Diferença e Repetição: A Polifonia Simulada Na Sequenza Vii de Luciano Berio. Cadernos de Estudo. Análise Musical, São Paulo, v. 1, p. 63-70, 1989.

FERRAZ, Silvio; TEIXEIRA, William. Técnica estendida e escrita polifônica em Luciano Berio: Sequenza XIV In: MENEZES, Flo (Org.). Luciano Berio - legado e atualidade, Editora Unesp. São Paulo, 2015.

LAUTMAN, A. Les Mathématiques, Les Idées Et Le Réel Physique, Problèmes Et Controverses. Paris: Vrin, 2006.

LOSADA, Catherine. Between Modernism and Postmodernism: Strands of Continuity in Collage Compositions by Rochberg, Berio, and Zimmermann, Music Theory Spectrum, Volume 31, Issue 1, Spring 2009, Pages 57–100.

MAX. Versão 7.3.5. Cycling 74, 2019. Disponível em: . Acesso em: 02 nov. 2017.

NEIDHÖFER, Christoph. Inside Luciano Berio's Serialism. In: Music Analysis, Vol. 28, No. 2/3 (July-October 2009), pp. 301-348.

OSMOND-SMITH, David. Berio. New York: Oxford University Press, 1991.

PACKER, Max. Latência, ressonância e abertura – Um estudo sobre o pensamento composicional de Luciano Berio. Dissertação (mestrado em música). Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, 2013.

POUSSEUR, Henri. Apoteose de Rameau e outros ensaios. São Paulo: Editora Unesp, 2009.

RAMIRES, Marisa. A Teoria de Costère, uma perspectiva em análise musical. São Paulo: Embraform, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


© 2020 Revista Vórtex | Vortex Music Journal