A objetividade da escuta no pensamento musical: uma problematização a partir da fenomenologia

Davi Donato

Resumo


Este artigo se trata de uma reflexão interdisciplinar sobre a escuta. A motivação para tal veio de um incômodo crescente com a objetividade presumida com que a escuta costuma ser tratada no âmbito da teoria e análise musical, especialmente no contexto da música eletroacústica, onde a escuta rapidamente se tornou tema de pesquisa. Simultaneamente reconheço que defender o extremo oposto, uma total subjetividade da escuta, não só inviabiliza o estudo da música como experiência compartilhada, como de fato não faz jus à experiência que conheço como música. Partindo deste problema discuto uma série de autores que trataram da escuta ou da percepção, em especial a fenomenologia de Merleau-Ponty, no intuito de construir uma base teórica que permita recolocar a questão da escuta no estudo musical – em especial sobre a delimitação do(s) objeto(s) da escuta: o som, ou a música.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor W. Introdução à Sociologia da Música: doze preleções teóricas. São Paulo: Unesp, 2011 [1962].

ARISTÓTELES. De Anima. São Paulo: Editora 34, 2006.

CAESAR, Rodolfo. O tímpano é uma tela? In: Fórum CLM-USP, n. 4, 2004, São Paulo. IV Fórum CLM – USP. São Paulo: Ed. ECA, 2004.

______. A Abrangência da Escuta. In: Congresso da ANPPOM, n. 15, 2005. Anais do XV Congresso da Anppom. Rio de Janeiro: Anppom, 2005.

______. Ressonância eletroacústica em um samba: qualidade analítica. In: FREIRE, Vanda Bellard (Org.). Horizontes da Pesquisa em Música. Rio de Janeiro: 7Letras, 2010. p. 139-154.

CAZNOK, Yara Borges. Música: entre o audível e o visível. 2ª ed. Rio de Janeiro: Funarte, 2008.

CHION, Michel. Le Son. 2ª ed. Paris: Nathan/VUEF, 2002.

______. Le son et l'image. Paris: Institut national de l'audiovisuel, 2006.

CLASSEN, Constance. Foundations for an anthropology of the senses. International Social Science Journal, v. 49, n. 153, p. 401-412, set. 1997.

COPLAND, Aaron. What to Listen for in Music. New York: Signet Classics, 2011 [1939].

CUSICK, Suzanne G. Music as torture / Music as weapon. TRANS – Revista Transcultural de Música, n. 10. 2006.

DEGENAAR, Marjolein. Molyneux's Problem: Three Centuries of Discussion on the Perception of Forms. Norwell: Kluwer Academic Publishers, 1996.

DELALANDE, François. Sense and Intersensoriality. Leonardo, v. 36, n. 4, p. 313-316. 2003.

DELL'ANTONIO, Andrew. Beyond structural listening?: postmodern modes of hearing. Berkeley: University of California Press, 2004.

GIBSON, James J. The Ecological Approach To Visual Perception. Nova York: Psychology Press, 1986.

GOODY, Jack. The Anthropology of the Senses and Sensations. La Ricerca Folklorica, v. 45, p. 17-28, abr. 2002.

HOWES, David. The Senses: Polysensoriality. In: MASCIA-LEES, Frances E. (Org.). A companion to the anthropology of the body and embodiment. Oxford: Blackwell Publishing Ltd., 2011, p. 435-450.

KERMAN, Joseph. Musicologia. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

MCCLARY, Susan. Conventional Wisdom: The Content of Musical Form. Berkeley: University of California Press, 2000.

MCGANN, Marek. Perceptual modalities: Modes of presentation or modes of action? Journal of Consciousness Studies, v. 17, n. 1-2, p. 72-94, 2010.

MENEZES BASTOS, Rafael José de. Apùap World Hearing: On the Kamayurá Phono-Auditory System and the Anthropological Concept of Culture. The World of Music, v. 41, n. 1, p. 85-96, 1999.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da Percepção. São Paulo: Martins Fontes, 2006 [1945].

______. Phénoménologie de la perception. Paris: Gallimard, 1945.

______. O Olho e o Espírito. São Paulo: Cosac & Naify, 2004 [1964].

RAMACHANDRAN, V.S.; HUBBARD, E.M. The Phenomenology of Synaesthesia. Journal of Consciousness Studies, v. 10, n. 8, p. 49–57, 2003.

SALZER, Felix. Structural Hearing: tonal coherence in music. New York: Charles Boni, 1952.

SCHAEFFER, Pierre. À la recherche d'une musique concrète. Paris: Éditions du Seuil, 1952.

______. Traité des objects musicaux: essai interdisciplines. Paris: Éditions du Seuil, 1966.

SCHAFER, R. Murray. A afinação do mundo. São Paulo: UNESP, 2001 [1977].

SMALLEY, Denis. Space-form and the acousmatic image. Organised Sound, v. 12, n. 1, p. 35-58, abr. 2007.

SUBOTNIK, Rose Rosengard. Developing variations: style and ideology in Western music. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1991.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.