Análise do Barroco e seus desdobramentos: atemporalidade e intersemiose

Olímpio Pinheiro Santana

Resumo


Este ensaio, fruto de uma pesquisa bibliográfica, engloba os desdobramentos da pintura barroca, com ênfase temática na representação da carne. Primeiramente, identificamos a atemporalidade do Barroco, em seguida, destacamos a influência de Rubens na obra de Watteau. Estabelecemos  diálogos temáticos entre uma pintura de Lucian Freud e uma obra de Watteau, ressaltamos as similaridades técnicas deste pintor ingês com Rembrandt e Francis Bacon. Analisamos um nu feminino do brasileiro Anderson Santos, a visceralidade da obra de Adriana Varejão e sua influência por Rembrandt. Levantamos pontos comuns entre Rembrandt e Francis Bacon. As obras de arte em foco foram tomadas como objeto de intersemiose,  onde manteve-se um diálogo com a literatura de William Shakespeare, Jorge Luis Borges, Carlos Drummond de Andrade, Mário Quintana, Ernesto Sábato e Umberto Eco. No final do trabalho há considerações sobre alguns problemas da arte contemporânea.

Palavras-chave


Barroco, Pintura, Técnica, Forma, Atemporalidade

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



R. Sensorium, Curitiba, PR, Brasil, eISSN 2358-0437

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

 

 

DOAJ - DIADORIM - LATINDEX - INFOBASE INDEX - MIAR

Locations of visitors to this page