07. A obra de arte como coisa suplérflua

Marcos H. Camargo

Resumo


A arte desenvolveu-se bem no ocidente, apesar do preconceito filosófico iniciado com Platãoe seguido pela igreja judaico-cristã.Tentativas de domesticar os efeitos cognitivos da arte sobre a sensibilidade humana, conduziram a estratégias filosóficas e religiosas, cujo objetivo visava abolir a sensualidade das obras, substituindo-as por conceitos inteligíveis, preparando um fim para a experiência artística.Este artigoapresentaargumentos em favor da arte como conhecimento autônomo, contra a ideia de inutilidade da obra artística.
Palavras-chave: obra de arte, filosofia, abstração, inteligibilidade.

Palavras-chave


Estética, Filosofia, Arte Contemporânea

Texto completo:

PDF/A

Referências


BENVENISTE, Emile. Problemas de Linguística Geral. S. Paulo. Ed. Universidade de São Paulo,

CAUQUELIN. Anne. Teorias da arte. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

ECO, Umberto. Kant e o ornitorrinco. Rio de Janeiro: Record, 1998.

GODFREY, Tony. Conceptual art. Singapura: Phaidon Press Limited, 1998.

HADOT, Pierre. O que é a filosofia antiga. São Paulo: Edições Loyola, 1999.

HERWITZ, Daniel. Estética: conceitos-chave em filosofia. Porto Alegre: Armed, 2010.

MACHADO, Roberto. Deleuze, a arte e a filosofia. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

NIETZSCHE, Friedrich. A filosofia na era trágica dos gregos. In.: Friedrich Nietzsche: obras

escolhidas. Porto Alegre: L&PM, 2013.

ONFRAY, Michel. Contra-história da filosofia 1: as sabedorias antigas. São Paulo: Martins Fontes,

SEMELER, A. M. R.; CARMO, Juliano do. A Neuroestética como retomada da experiência estética

enquanto forma de conhecimento visual. Porto Alegre: Intuitio, Vol 4, nº 2, 2011.

SONTAG, Susan. Contra a interpretação. Porto Alegre: L&PM, 1987.

SÜSSEKIND, Pedro. Greenberg, Danto e o fim da arte. Belo Horizonte: Kriterion Revista de

Filosofia, Vol. 55, nº 129, 2014. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-

X2014000100019 (Acessado em 16 de abril de 2019)

WILLATS, Stephen. Art and social function. Hong Kong: Ellipsis London LTD., 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Interdisciplinar Internacional de Artes Visuais - Art&Sensorium

R. Sensorium, Curitiba, PR, Brasil, eISSN 2358-0437

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

INDEXAÇÕES:

DOAJ

MIAR

LATINDEX

DIADORIM

DOI