A VISÃO DE DIDI-HUBERMAN SOBRE WARBURG E A CONTRIBUIÇÃO DO RETORNO À “CIÊNCIA SEM NOME” PARA O TRATAMENTO COM A ARTE CONTEMPORÂNEA

Rodrigo Hipólito, Fabiana Pedroni

Resumo


Este artigo aborda os principais aspectos da visão de Georges Didi-Huberman sobre a História e a Teoria da Arte no que concerne ao resgate de “disciplina sem nome” de Aby Warburg. Um ponto central para os estudos warburguianos encontra-se nas influências de Burckhardt e Nietzsche para grande giro teórico do historiador de Hamburgo, antes e após seu período de internação em Bellevue e contato mais íntimo com a prática psicanalítica, pelo acompanhamento de Ludwig Binswanger. A partir desse cenário, evidenciamos o alargamento dos conceitos de Engramm, Pathosformeln, Nachleben para a lida crítica com propostas poéticas englobadas pela Arte Contemporânea.


Palavras-chave


Nachleben; Didi-Huberman; Aby Warburg; Arte Contemporânea;

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



R. Sensorium, Curitiba, PR, Brasil, eISSN 2358-0437

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

 

 

DOAJ - DIADORIM - LATINDEX - INFOBASE INDEX - MIAR

Locations of visitors to this page