A POÉTICA DA PAISAGEM E O CORPO MIMETIZADO: UMA ESTRATÉGIA DE REINTEGRAÇÃO À NATUREZA

Maryella Gonçalves Sobrinho

Resumo


O presente trabalho faz parte de uma pesquisa de doutorado em
desenvolvimento, que objetiva analisar processos artísticos que se propõem a pensar a paisagem na arte contemporânea. Apresentamos uma análise da série de fotografias que fazem parte do projeto A dúvida da verdade, que se configuram como registros de ações performáticas desenvolvidas no deserto do Atacama (Chile), realizadas pelo artista joinvilense Sérgio Adriano. A partir da análise das imagens, buscamos problematizar algumas questões caras à arte da paisagem, como: espaço, natureza, imagem, corpo e mimese. Considerando que a construção de paisagens resulta da relação do homem com o espaço que habita, buscamos abordar a maneira com a qual Sérgio Adriano desenvolve sua poética
para que possamos refletir sobre o atual estatuto da paisagem. Para isso, apresentamos alguns apontamentos acerca da história da arte da paisagem, seus modos de representação e da questão da mimese e mimetismo na Antiguidade, em Walter Benjamin e Roger Caillois. Ao final, buscamos verificar a consonância do discurso artístico de Sérgio com as suas práticas.


Palavras-chave


Paisagem; Corpo; Fotografia; Mímesis

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



R. Sensorium, Curitiba, PR, Brasil, eISSN 2358-0437

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

 

 

DOAJ - DIADORIM - LATINDEX - INFOBASE INDEX - MIAR

Locations of visitors to this page