A CIDADE DOS MORTOS: O MUNDO IMAGINÁRIO DO ARTISTA POLONÊS ZDZISLAW BEKSINSKI

Valéria Metroski Alvarenga

Resumo


O artista polonês Zdzislaw Beksinski (1929-2005) ficou conhecido como o artista que “fotografava sonhos”. Suas obras costumam ser associadas ao Surrealismo ou Realismo Fantástico, sendo o grotesco a categoria estética preferida desse artista. Elencamos algumas pinturas onde ele retratou a cidade e buscamos aproximações com textos literários, por meio da montagem, tendo por base a noção de que a imagem é um vestígio, assim como uma impressão da memória e da imaginação e, portanto, sua compreensão sempre será lacunar e anacrônica (Didi-Huberman, 2012). Observamos que muitas obras desse artista dialogavam com as descrições das Cidades Invisíveis de Ítalo Calvino (1923-1985), principalmente quando este descreve a cidade e os mortos; com alguns contos macabros de Edgar Alan Poe (1809-1849) e com as descrições da vida além-túmulo de Dante Alighieri (1265-1321) na Divina Comédia.

 


Palavras-chave


Artes Visuais; Literatura; Interdisciplinaridade; Surrealismo polonês

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



R. Sensorium, Curitiba, PR, Brasil, eISSN 2358-0437

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

 

 

DOAJ - DIADORIM - LATINDEX - INFOBASE INDEX - MIAR

Locations of visitors to this page