A FORMAÇÃO DO ATOR: POR UM ATOR-EMANCIPADO

Ricardo Di Carlo Ferreira

Resumo


A pesquisa ora apresentada possui caráter de revisão bibliográfica e dedica-se à investigação da formação atorial, da Antiguidade à Contemporaneidade, ancorando-se na análise reflexiva a respeito das pedagogias do ator, que congregam o entendimento histórico reconstruído sobre o artista cênico e a sua formação. Desse modo, a argumentação considera as notórias transformações das concepções metodológicas do processo de profissionalização atorial, que em seu transcorrer histórico vieram a balizar as perspectivas contemporâneas de aprendizagem sob o viés do trabalho do ator sobre si mesmo, e, portanto, a de um artista da cena que opera a partir da criação de si. Nesta esteira, este estudo ancora-se em um primeiro momento no rascunho histórico evolutivo das teorias do ator, em seguida busca identificar os aspectos operativos cogentes ao suporte de sua qualificação formal/informal nos espaços contemporâneos de formação. E, finalmente, propõe possíveis caminhos de realização atorial ao artista da cena que venham a lhe possibilitar a sua permanência no campo atuacional pelo viés da formação de um ator-emancipado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Contato

Revista Científica / FAP

Rua dos Funcionários 1357 – Cabral

Curitiba - PR - 41 3250-7339 - 41 3250-7301

revista.mosaico@unespar.edu.br