Educação do Campo e o Banco Mundial: uma política em disputa?

Dayane Santos Silva Dalmaz

Resumo


O presente estudo trata-se de uma pesquisa em andamento realizada na disciplina de Políticas para Educação do Campo no Brasil. Esta pesquisa tem como objetivo fazer uma breve análise da intervenção do Banco Mundial nos projetos de educação do campo no Brasil, bem como, verificar as contradições presentes nas propostas, e ainda, evidenciar de forma preliminar, se a proposta educacional dos movimentos sociais tem um caráter contra hegemônico. Em termos de procedimentos teórico-metodológicos, a pesquisa requer como categoria de análise, explicitar as contradições presentes nas propostas de educação do campo, pois, embora os movimentos sociais visem imprimir uma educação da classe trabalhadora e anticapitalista, verifica-se que algumas agências internacionais como UNESCO e UNICEF se fazem presentes na maioria do documentos elaborados a partir de década de 1990. Para fundamentar a pesquisa, utilizamos os autores Barreiro (2010), Frigotto e Ciavatta (2003), Miranda (2011), entre outros que discutem a temática.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.