O USO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS COMO FERRAMENTAS PEDAGÓGICAS NAS AULAS DE LÍNGUA ESTRANGEIRA

Tania Maria Jurach Banowski

Resumo


Os avanços tecnológicos ocorrem de forma cada vez mais rápida e afetam profundamente a sociedade em seu modo de trabalhar, relacionar-se, pensar e aprender. Vivemos a era da cultura digital e do mundo virtual e a escola, enquanto instituição social imersa nessa realidade, se depara com o novo modelo de educando, nativo digital, que usa artefatos tecnológicos em diversas situações do seu cotidiano. Com a popularização dos dispositivos móveis (celulares, tablets, notebooks e outros) surgem desafios quanto ao controle de seu uso indevido em sala de aula, bem como possibilidades de sua utilização para fins educacionais. Este artigo, através da revisão teórica de autores como Almeida e Silva (2011), Braga (2012), Camas (2013), Lévy (1999), Paiva (2012), Santaella (2012), entre outros, tem como finalidade apresentar reflexões sobre o uso de dispositivos móveis como ferramentas pedagógicas, suas possíveis contribuições na aprendizagem e limitações, bem como sugestões para utilização desses equipamentos nas aulas de língua estrangeira. Mais do que o simples fazer uso dos recursos tecnológicos, a tecnologia deve ser incorporada a prática pedagógica, de forma crítica e reflexiva, em que se destaca o papel do professor como mediador. Apesar dos muitos desafios envolvidos neste processo, a integração das tecnologias digitais na escola é uma condição essencial para a inserção mais completa do cidadão na sociedade brasileira.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.