AVALIAÇÃO DO EFEITO SUBSTITUTIVO DE RAÇÃO POR ADUBAÇÃO ORGÂNICA NA ALIMENTAÇÃO EM ALEVINOS DE TILÁPIA (Oreochromis niloticus)

Júlcio Rosa, Rafael Bueno Noleto, Marcos Otávio Ribeiro

Resumo


A utilização de adubação orgânica na dieta de peixes filtradores tem exibido indicadores promissores no cultivo de algumas espécies em sistemas de piscicultura intensiva. Partindo da premissa que ocorra um efeito substitutivo de adubação orgânica por ração na alimentação de peixes filtradores, o presente estudo objetivou avaliar esse efeito em alevinos de tilápia (Oreochromis niloticus). O trabalho foi desenvolvido na estação de piscicultura da UNESPAR campus de União da Vitória-PR. Foram selecionados 120 alevinos de tilápia com peso médio inicial 9,5 ± 0,24g e comprimento total 8,3±0,20cm. A dimensão de cada unidade experimental foi de 10m3, sendo alocados 30 alevinos em cada uma, conforme as seguintes dietas: na primeira os alevinos não receberam nenhum tipo de tratamento sendo o grupo controle; na segunda, os alevinos receberam 2% peso vivo (PV) em ração, consorciada com 4 kg de adubo orgânico; na terceira, os alevinos receberam 3% PV em ração, consorciada com 3 kg de adubo orgânico; na quarta, os alevinos receberam 4% PV em ração, consorciada com 2 kg de adubo orgânico.Os resultados do presente estudo após 60 dias de acompanhamento demonstraram que não houve diferença significativa entre os tratamentos (p < 0,01). Assim, podemos inferir que houve efeito substitutivo significativo de ração por adubação no desenvolvimento de alevinos de tilápia, indicando ao piscicultor que o consórcio de adubação orgânica com ração, representa um ótima alternativa para o manejo visando o melhor custo benefício.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.