Avaliação de identidade, pureza e metais em óleos essenciais de Melaleuca alternifolia Cheel (Melaleuca), Mentha x piperita L. (Hortelã pimenta) e Rosmarinus officinalis L. (Alecrim)

Deise Borchhardt, Cleide Salete Sarturi

Resumo


A adulteração e/ou falsificação de óleos essenciais datam de um longo tempo devido ao demorado processo e custo para a obtenção de diferentes óleos essenciais puros. Neste trabalho foram aplicados testes para a verificação da qualidade dos óleos de: Melaleuca alternifolia Cheel (melaleuca), Mentha x piperita L. (hortelã pimenta) e Rosmarinus officinalis L. (alecrim), sendo nove amostras de três marcas diferentes (A, B e F). O primeiro estudo foi a respeito do rótulo dos frascos, os testes para cor, odor e estado físico se encontraram nos padrões. Os óleos que se apresentaram fora dos valores padrões de rotação ótica e resíduo de evaporação foram o óleo de Rosmarinus officinalis L. (alecrim) das marcas F e B, respectivamente, sendo assim os mesmos são indicados como prováveis produtos com adulterações e/ou falsificações. Realizou-se também análise de metais chumbo, cobalto, níquel e ferro presentes nas amostras de óleo. Para chumbo não houve a detecção de nenhuma quantidade presente nas amostras, o que se torna um bom resultado para a saúde dos consumidores, o cobalto foi encontrado no óleo de hortelã pimenta, o níquel foi determinado para todas as amostras assim como o ferro.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.