“SOBRE A DOCÊNCIA EM MUSICOTERAPIA”

Lia Rejane Mendes Barcellos

Resumo


O objetivo deste artigo é discorrer sobre a docência no Ensino Superior que
é um dos três aspectos que fazem parte do tripé: ensino, pesquisa e extensão. Para isto foi necessário investigar sobre o “Estado da Arte” da docência em musicoterapia e sobre ‘como’ os profissionais por ela responsáveis exercem essa função na formação do musicoterapeuta. Trata-se de tema ainda pouco discutido e que deveria ser considerado de extrema importância, na medida em que o docente é um dos principais agentes que compartilham e disseminam o conhecimento, e um ator fundamental na formação do musicoterapeuta. Para a elaboração deste artigo foi realizado um levantamento sobre a questão em pauta em fontes específicas da área como: a Revista da UBAM (24 números,
de 1996 a 2018), e a Revista Incantare (12 números, de 2010 a 2018), totalizando 306 artigos, bem como em artigos e livros que fazem parte da literatura do campo, brasileira e estrangeira, tanto no que se refere à formação dos profissionais docentes, bem como sobre as estratégias por estes utilizadas, para que melhores resultados sejam alcançados.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Governo do Estado do Paraná
Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
InCantare: R. Pesq. Musicoterapia, Curitiba, Faculdade de Artes do Paraná, ISSN 2317-417X