A participação da família no ensino e na aprendizagem da Matemática Escolar

Débora de Lima Velho Junges

Resumo


O artigo tem como objetivo apresentar os resultados de uma investigação que procurou analisar como são descritos pelas famílias vinculadas a uma escola localizada em Novo Hamburgo (RS) a sua relação com a escola e com as aprendizagens dos seus filhos no contexto da Educação Matemática. E, ainda, de que forma as famílias procuram auxiliar seus filhos quanto aos deveres de casa de matemática. O material de pesquisa consiste em entrevistas realizadas com sete famílias e com a professora titular da classe. As ferramentas teóricas estão em conformidade com o eixo temático relação família-escola e sua articulação com os estudosem Educação Matemática. Comoresultado da pesquisa, foi possível perceber que as famílias procuravam reproduzir em casa uma postura participativa diante do processo de ensino e de aprendizagem de seus filhos por considerarem que a participação parental nos assuntos relacionados à escola é um elemento importante para o desempenho escolar e descreveram o dever de casa como principal estratégia para essa relação. Além disso, se identificaram semelhanças de família entre os jogos de linguagem matemáticos praticados pela forma de vida escolar e aqueles praticados pelas famílias quando auxiliavam seus filhos nos deveres de casa de matemática.


Texto completo:

121-135

Referências


ABREU, G. School numeracy in relation to home cultures. In: ASKEW, Mike; BROWN, Margarete (Org.). Numeracy: Teaching and Learning Primary Numeracy: Policy, Practice and Effectiveness. Bera: Research Review Series, 2001, p. 39-44.

ABREU, G.; CLINE, T. Parents' representations of their children's mathematics learning in multiethnic primary schools. British Educational Research Journal, v. 31, n. 6, dez. 2005, p. 697-722.

CARVALHO, M. E. P. O dever de casa como política educacional e objecto de pesquisa. Revista Lusófona de Educação, Lisboa, v. 8, n. 8, p. 85-102, 2006.

CHECHIA, V. A.; ANDRADE, A. S. O desempenho escolar dos filhos na percepção de pais de alunos com sucesso e insucesso escolar. Estudos de Psicologia, Natal, v. 10, n. 3, p. 431-440, dez. 2005.

DAL’IGNA, M. C. Família S/A: um estudo sobre a parceria família-escola. 2011. 182 f. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

FISCHER, R. M. B. O dispositivo pedagógico da mídia: modos de educar na (e pela) TV. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 28, n. 1, p. 151-162, jan./jun. 2002.

FOUCAULT, M. Arqueologia do saber. 4. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

GLORIA, D. M. A. Relação entre escolaridade e diferenças constitutivas das fratrias. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 15, n. 30, p. 31-42, abr. 2005.

KLAUS, V. A família na escola: uma aliança produtiva. 2004. 262f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004.

KNIJNIK, G. [et al.]. Etnomatemática em movimento. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012.

KNIJNIK, G.; GIONGO, I. Educação matemática e currículo escolar: um estudo das matemáticas da escola estadual técnica agrícola Guaporé. Zetetiké, Campinas, v. 17, n. 32, p. 61-80, jul./dez. 2009.

MCMULLEN, R.; ABREU, G. Parents' experiences as mediators of their children's learning: the impact of being a parent-teacher. Cerme 6, Lyon, France, jan. 2009, p. 54-64.

NOGUEIRA, M. A. A categoria “família” na pesquisa em sociologia da educação: notas preliminares sobre um processo de desenvolvimento. Inter-Legere, Natal, n. 9, 156-166, jul/dez. 2011.

NUNES, D. G.; VILARINHO, Lúcia Regina Goulart. “Família possível” na relação escola-comunidade. Psicologia Escolar e Educacional, v. 5, n. 2, p. 21-29, jul./dez. 2001.

O’TOOLE, S.; ABREU, G. Parents' past experiences as a mediational tool for understanding their child’s current mathematical learning. European Journal of Psychology of Education, n.1, 2005, p. 75-89.

REALI, A. M. M. R.; TANCREDI, R. M. S. P. A importância do que se aprende na escola: a parceria escola-famílias em perspectiva. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 15, n. 31, p. 239-247, ago. 2005.

RESENDE, T. F.. Entre escolas e famílias: revelações dos deveres de casa. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 18, n. 40, p. 385-398, 2008.

SOMMER, L. H.; SCHMIDT, S. Formação de professores e consumo: um

debate necessário. Educação Unisinos, São Leopoldo, v. 14, n. 3, p. 215-221, set./dez. 2010.

TANNO, M. A. R. S. As diferentes estruturas e situações familiares e suas interações com a escola. 2005. 184 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Católica de Brasília, DF, 2005.

WITTGENSTEIN, L. Investigações Filosóficas. Trad. José Carlos Bruni. São Paulo: Nova Cultural, 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.