Climograma Lúdico: Proposta de Recurso Didático para o Ensino do Clima nas Aulas de Geografia

Vicente Pontes de Oliveira Neto, Judite De Azevedo do Carmo, Anderson Peretto

Resumo


O objetivo da Geografia escolar é contribuir para a formação do cidadão. Para tanto, se faz necessário considerar o aluno como sujeito do processo de ensino-aprendizagem, o saber científico precisa estar acessível ao educando por meio de uma linguagem que ele entenda. Porém, a falta de conhecimento e insegurança dos professores em relação aos novos métodos de ensino, faz com que na atualidade ainda se encontre ações pedagógicas fundamentadas na Geografia tradicional, onde o professor proporciona um ensino baseado na mera transmissão de conteúdo. No ensino do clima é possível identificar grandes dificuldades em tratá-lo de uma forma integrada ao cotidiano do estudante, bem como uma superficialidade em sua abordagem nos livros didáticos. Diante desta realidade, procurou-se por meio de revisão bibliográfica e observação do dia a dia de sala de aula em uma escola Estadual da cidade de Colider-MT,  por intermédio do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), apresentar o climograma lúdico como recurso didático para as aulas de geografia, por entender que este proporciona ao aluno transformar-se em protagonista do processo de ensino-aprendizagem.

Palavras-chave


Ensino de Geografia, metodologia de ensino, práticas pedagógicas, PIBID

Texto completo:

PDF

Referências


AYOADE, J. O. Introdução à climatologia para os trópicos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996.

BARBOSA, J. P. M.. Utilização de método de interpolação para análise e espacialização de dados climáticos: o SIG como ferramenta. Caminhos de Geografia Vol.9, n. 17, 2006, p. 85 – 96. Disponível em . Acesso em: 15.jun.2015.

CALLAI, H. C. Estudar o Lugar para compreender o Mundo. In: CASTROGIOVANNI, A. C.; CALLAI, H. C.; KARECHER, N. A. (Orgs.). Ensino de Geografia- práticas e textualizações no cotidiano. Porto Alegre: Editora Mediação, 2006.

CAVALCANTI, L. S. Ensinar Geografia para a autonomia do pensamento: o desafio de superar dualismos pelo pensamento teórico crítico. Revista da ANPEGE, v. 7, n. 1, 2011, p. 193-203. Disponível em: . Acesso em: 15.maio.2013.

CHRISTOPHERSON, R. W. Geossitemas uma introdução à geografia

física. Porto alegre: Bookman, 2012.

FIALHO, E. S. Climatologia: ensino e emprego de geotecnologias. Revista brasileira de climatologia. Curitiba-Paraná, 13, 2013. p. 32 - 33.

LIMA, R. P. S. Utilização de meios áudio visuais no ensino de geografia: .uma abordagem nos estudos de climatologia. Só Pedagogia. Disponível em: . Acesso: 15.fev.2014

MENDONÇA, F.; DANNI-OLIVEIRA, I. M. Climatologia: noções básicas e climas do Brasil. São Paulo: oficina de textos, 2007.

MIRANDA, S. L. O lugar do desenho e o desenho do lugar no ensino de Geografia: contribuição para uma Geografia escolar crítica. 2005. 162f. Tese (Doutorado em Geografia) -Instituto de Geociência e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista – UNESP , Rio Claro, 2005.

OLIVEIRA, L. A. M.; SILVA, M. F. P. Prática de Ensino no Ensino Médio: clima e cotidiano do aluno. In: Encontro nacional de Prática do ensino de geografia. Porto Alegre. 2009.

PEREIRA GARRIDO, M. La espesura del lugar: reflexiones sobre el espacio em el mundo educativo. Santiago de Chile: Universidad Academia de Humanismo Cristiano, 2009.

PERRENOUD, P. Construir competências desde a escola. Tradução: Bruno Charles Magne. Porto Alegre: Artmed, 1999.

STRAFORINI, R. Ensinar Geografia: o desafio da totalidade-mundo nas séries iniciais. São Paulo: Annablume, 2004.

VYGOTSKY, L.S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1991.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.