AGENTES (DES)CONSTRUTORES DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM INFANTIL: ANÁLISE DO FRACASSO ESCOLAR EM UMA ESCOLA RURAL DE PONTA GROSSA-PR

Eva Lucia Mainardes Ferreira, Rafael Henrique Mainardes Ferreira

Resumo


O presente trabalho busca apresentar a produção social do fracasso escolar e suas implicações no processo de ensino-aprendizagem, sendo necessário direcionar as questões aos possíveis geradores desta causa na aprendizagem de alunos do Ensino Fundamental de uma escola situada na zona rural da cidade de Ponta Grossa-PR. Após levantamento da literatura pertinente ao assunto, tornou-se possível o mapeamento das principais causas do fracasso escolar na instituição de ensino em questão, além, de analisar a relação dos alunos com os professores, colegas e família, no intuito de obter maior visão sobre os aspectos pessoais e sociais – através de coleta de dados oriunda de entrevistas semiestruturadas e visita a campo. As análises dos dados convergem a duas visões existentes sobre o tema: de um lado, o fracasso escolar como algo inerente ao aluno ou à sua família; de outro, como produto multideterminado, incluindo aspectos culturais e sociais, tendo como foco o processo pedagógico vivenciado na escola ou a falta de suporte. Observou-se, ainda, que alguns professores atribuem o fracasso apenas aos alunos e a causas externas, isentando-se da responsabilidade profissional e minimizando as possibilidades de intervenção para reversão das situações de não aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.