Formação de professores realizadas por meio de tecnologias digitais

Fernanda Almeida Fettermann, Vanderlei Folmer

Resumo


Este estudo tem como objetivo conhecer as evidências cientificas disponíveis na literatura sobre a formação continuada de professores realizada por meio de tecnologias digitais. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura realizada por meio do Google Acadêmico, por meio da estratégia de busca: "formação continuada" "tecnologias digitais" "professores" "saúde", realizada em julho de 2019. A amostra final foi composta de 13 estudos. O ano que apresentou maior publicação foi 2014, os periódicos com maiores publicações foram a Revista EAD em Foco e a Educar em Revista. As formações continuadas de professores são realizada por meio da plataforma Moodle, Ambientes Virtuais de Aprendizagem, Fórum, Facebook e o software GeoGebra. Com a realização deste estudo, fica evidente a busca cada vez maior de formação por meio de tecnologias digitais, porém, identificou-se o baixo número de estudos sobre formação continuada com a temática saúde, sendo essa uma lacuna do conhecimento que distancia-se do que é preconizado pela BNCC, na qual traz que conhecer, apreciar e cuidar da saúde física e emocional é uma das competências gerais da educação.


Texto completo:

43-55

Referências


ALBUQUERQUE, L.M; SOUZA, R.O. A utilização dos recursos tecnológicos na formação de professores em cursos da área da educação especial: desafios e possibilidades. Revista: EaD & Tecnologias Digitais na Educação, Dourados. v. 1, n. 2. 2013.

ALMEIDA, M.E.B. Formação de professores a distância: avaliação e perspectivas. 37ª Reunião Nacional da ANPEd, Florianópolis. 2015.

BACICH, L; MORAN, J. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso. 2018.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP no 15/2017. Dispõe sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Brasília: 2017.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 9394, 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Lei nº 9.610 de 19 de Fevereiro de 1998, que Altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras providências. 1998.

CAMPOS, E.R.T et al. Breve histórico da educação a distância no Brasil e do Cead-Unimontes: rompendo limitações geográficas para atender às aspirações dos estudantes e promover ensino, pesquisa e extensão. Revista Eletrônica Multidisciplinar, Minas Congressos. v. 3, p. 33-39. 2017.

CAMPOS, R.F; DURLI, Z; CAMPOS, R. BNCC e privatização da Educação Infantil: impactos na formação de professores. Revista Retratos da Escola, Brasília. v. 13, n. 25, p. 169-185. 2019.

COSTA, S.R.S; DUQUEVIZ, B.C. Tecnologias Digitais como instrumentos mediadores da aprendizagem dos nativos digitais. Revista Quadrimestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional. v. 19, n. 3. 2015.

FRANCO, M.A., CORDEIRO, L.M.& CASTILLO, R.A. O ambiente virtual de aprendizagem e sua incorporação na Unicamp. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.29, n.2, p. 341-353. 2003.

FELÍCIO, H.M.S; ALLAIN, L.R. A formação continuada de professores na educação à distância: o que dizem os professores-cursistas?. Rev.Eletrônica Pesquiseduca. v. 09, n. 19, p. 506-522. 2017.

FETTERMANN, F.A; ALBERTI, G.F; SALBEGO, C; KIST, R.L. Potencialidades e fragilidades dos ambientes virtuais de aprendizagem no ensino em enfermagem: revisão integrativa. J. Health Inform. v. 9. p. 132-136. 2017.

FRANÇA, C. S; SIMON, C. B. Professores de história: o uso do computador na construção do conhecimento histórico escolar. Tempo & Argumento. n.6, p. 186- 211, 2014.

FREITAS, D.L.F. As Tecnologias de Informação e Comunicação – TIC na formação de Professores(as) em Educação Sexual: o caso das E Oficinas na I COES. Educação: Teoria e Prática, Rio Claro. v. 24, n.45, p. 98-118. 2014.

KAMAZAKI, S.G.C; CAPELLINI, V.L.M.F. Formação de Professores em Educação Especial na Modalidade EaD: Alguns Apontamentos sobre Seis Cursos de Especialização. EaD em Foco. v.7, n. 3, p. 29–41. 2017.

LIRA, B.C. Práticas pedagógicas para o século XXI: a sociointeração digital e o humanismo ético. Petrópolis, RJ: Vozes. 2019.

MENEZES, G.G. A utilização das TIC nos processos de formação continuada e o envolvimento dos professores em comunidades de prática. Educar em Revista, Curitiba. n. 51, p. 283-299. 2014.

NETO, A.S. Subjetividades esquecidas na formação de professores: a insegurança dos professores no uso das tecnologias digitais na escola. Revista Intersaberes. v.1, n28. 2018.

NOGUEIRA, C.A; BRAGA, M.D; SÁ, A.V.M. Tecnologias no ensino da Matemática: Formação continuada de professores em EaD para uso do software GeoGebra. Revista Com Censo. V.5, n.3. 2018.

RAMOS, B.L; ROSALEN, M.S. Uma reflexão sobre a formação continuada de professores de matemática e a utilização de tecnologias. Humanidades & Tecnologia, Paracatu. v.8, n.8. 2014.

ROLANDO, L.G; LUZ, M.R.M; SALVADOR, D.F. Formação Continuada de Professores de Biologia e o Uso de Ferramentas da Web 2.0 na Prática Docente. Revista EaD em Foco. v. 8, n.1. 2018.

ROSA, D.C; REHFELDT, M.J.H.R; BERSCH, M.E; LOPES, M.I. Pedagogia no ensino superior: ações de qualificação docente e discente do núcleo de apoio pedagógico do Centro Universitário UNIVATES. Caderno pedagógico, Lajeado. v. 10, n. 2, p. 121-138. 2013.

SANTOS, G.L. Educação a distância na formação profissional continuada de professores da educação básica: analisando contratos e destratos didáticos a partir de um estudo de caso. Educar em Revista, Curitiba. n. 52, p. 275-290. 2014.

SCHLÜNZEN, E.T.M; SCHLÜNZEN JUNIOR, K; SANTOS, D.A.N. Formação de professores, uso de tecnologias digitais de informação e comunicação e escola inclusiva: possibilidades de construção de uma abordagem de formação construcionista, contextualizada e significativa. Revista Pedagógica, UNOCHAPECÓ. v. 01, n. 26. 2011.

SEIXAS, C.A et al. Ambiente virtual de aprendizagem: estruturação de roteiro para curso online Virtual. Rev. bras. Enferm, Brasília. v.65, n.4. 2012.

SILVA, A.L.V; LUIZ, M.C; FERRARINI, M.C.L. Formação Continuada a Distância em Conselhos Escolares: Experiências de Ensino e Aprendizagem. EAD em Foco. v.6, n. 1, 2016.

SILVA, M; CILENTO, S.A. Formação de professores para docência online: considerações sobre um estudo de caso. Revista da FAEEBA, Salvador. v. 23, n. 42, p. 207-218. 2014.

SIMONIAN, M; BRITO, G.S. Formação continuada em ambiente virtual de aprendizagem: elementos reveladores da experiência de professores da educação básica. XX Simpósio Brasileiro de Informática na Educação. 2009.

SOUZA, M.T; SILVA, M.D; CARVALHO, R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein. v. 8, n. 1, p. 102-106.

TOLENTINO NETO, L.C.B. Avaliação da Participação de Professores de Biologia em Curso de Formação Continuada a Distância: Dificuldades e Perspectivas. Revista EaD em Foco. v. 8, n. 1. 2018.

VAVASSORI, F; RAABE, A. Organização de atividades de aprendizagem utilizando ambientes virtuais: um estudo de caso. In: SILVA, M. (Org.). Educação online: teorias, práticas, legislação, formação corporativa. São Paulo: Loyola, 2003. p. 311- 325.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.