Diretrizes curriculares e a capacitação docente no Paraná (2005-2014)

Renan Bandeirante Araújo

Resumo


Neste artigo, realiza-se uma abordagem qualitativa em relação aos conteúdos elencados para os cursos de Capacitação dos Profissionais da Educação Básica da Rede Pública Estadual de Ensino do Paraná. Esses cursos são ofertados pela Secretaria Estadual de Educação do Paraná (SEED-PR), nos encontros denominados como “Semana Pedagógica” e “Formação em Ação”, que constam nas propostas de capacitação profissional continuada dos trabalhadores da Rede Pública de Ensino. Nosso estudo concentra-se no período de 2005 a 2014, momento posterior às transformações econômicas e sociais iniciadas na década de 1990, mudanças que nortearam as formulações da reforma educacional e das prerrogativas da formação permanente do magistério via políticas públicas para a educação. Tratou-se de um novo movimento de expansão hegemônica dos valores do capital, verificado, inclusive, no vocabulário empregado nos documentos e nos relatórios oficiais, que procuram uniformizar uma linguagem própria, com a finalidade de mobilização em direção ao consenso social. Ao considerar que os processos formativos de professores são espaços recorrentes de apreensão da subjetividade do trabalhador docente, propõe-se uma discussão sobre a formação docente no Paraná, como parte do conjunto de relações sociais hodiernas da educação escolar, que dialoga com a disseminação do discurso de “valorização do magistério” sob a égide da profissionalização e da “reeducação” docente.


Texto completo:

171-191

Apontamentos

  • Não há apontamentos.