As possibilidades entre a Didática e a Educação Social – Pedagogia Social

Érico Ribas Machado

Resumo


Este texto possui como objetivo apresentar algumas possíveis reflexões sobre as aproximações entre o campo disciplinar da didática com o campo disciplinar da pedagogia social, considerando diferentes lugares e sujeitos envolvidos em práticas educativas sociais. A necessidade dessa aproximação entre áreas, a priori, distintas, faz parte dos resultados obtidos em pesquisa de cunho teórico realizada em nível de doutorado a partir da perspectiva da educação comparada em que se busca compreender o estágio atual da pedagogia social na Espanha e também no Brasil. Por meio de levantamento bibliográfico e documental foi possível a reconstituição histórica de uma área considerada recente no cenário educacional brasileiro. A área da educação social – pedagogia social pode ser entendida como campo em constituição, principalmente no contexto brasileiro.

Texto completo:

210-222

Referências


ARAN, Artur Parcerisa e MIRAVALLES, Anna Forés. Didáctica y educación social: ¿Una convivencia llena de posibilidades? In: Educación social: Revista de intervención socioeducativa, nº 25, 2003. págs. 71 – 84.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado, 1988.

_______. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9394, 20 de dezembro de 1996.

_______. Câmara dos Deputados. Projeto de Lei nº5346/2009. Dispõe sobre a regulamentação da Profissão do Educador Social. Disponível em: http://www.camara.gov.br/.

_______. Senado Federal. Projeto de Lei nº328/2015. Dispõe sobre a regulamentação da Profissão do Educador Social. Disponível em: http://www12.senado.leg.br/hpsenado

CARIDE, José. Antonio. La pedagogía social em España. In: NUÑEZ, V. La educación em tiempos de incertidumbre: las apuestas de la Pedagogía Social. Barcelona: Gedisa, 2002. p.81 – 112.

CASTEL, Robert. As armadilhas da exclusão. In: WNDERLEY, M. B.; BÓGUS, L.; YAZBEK, M. C. Desigualdade e a questão social. São Paulo: EDUC, 2000. p.17 – 50.

FICHTNER, Bernd. Pedagogia Social e Trabalho Social na Alemanha. In: MOURA, R.; NETO, J. C. S.; SILVA, R. (Orgs.). Pedagogia Social. São Paulo: Expressão & Arte Editora, 2009, p. 43 – 50.

FRANCO, Maria Amélia. Pedagogia como ciência da educação. 2.ed. São Paulo: Cortez, 2008.

HÄMÄLÄINEM, Juha. The concept of Social Pedagogy in the Field of Social Work. Journal of Social Work. London: Sage Publications, p. 69 – 80, 2003.

______. Social Pedagogical Eyes in the Midst of Diverse Understandings, Conceptualisations and Activities. International Journal of Social Pedagogy, v.1, n.1, 2012.

LIBANEO, José Carlos (org.). Temas de Pedagogia: diálogos entre didática e currículo. São Paulo: Cortez, 2012.

NATORP. Paul. Pedagogía Social: teoria de la educación de la voluntad. Madri: La Lectura, 1913.

PEREZ SERRANO, Glória. Pedagogía Social/Educación Social: construcción científica e intervención práctica. Madrid: Narcea, 2004.

PIMENTA, Selma Garrido et al. Pedagogia, ciência da educação? São Paulo: Cortez, 1996.

QUINTANA CABANAS, José Maria. Antecedentes históricos de la educación social. In: PETRUS, Antonio. (Org.). Pedagogia Social. Espanha: Ariel, 1997. p. 68 – 91.

RIBAS MACHADO, Érico. A constituição da Pedagogia Social no contexto educacional brasileiro. 2010. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Educação. Florianópolis, 2010.

________. O desenvolvimento da Pedagogia Social sob a perspectiva comparada: o estágio atual no Brasil e Espanha. 2014. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo. Programa de Pós – Graduação em Educação. São Paulo, 2014.

SEVERO, Leonardo Rolim de Lima. Pedagogia e Educação não escolar no Brasil: Crítica Epistemológica, formativa e profissional. 2015. Tese (Doutorado) – Universidade Federal da Paraíba. Programa de Pós – Graduação em Educação. João Pessoa, 2015.

SÜNKER, Heinz; BRACHES – CHYREK. Social Pedagogy in Germany. In: KORNBECK, J.; ROSENDAL JENSEN, N. (Eds). The diversity of social pedagogy in Europe. Bremen: Europäischer Hochschulverlag GmbH&Co. KG, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.