Educação Social e Avaliação: crianças e adolescentes como sujeitos avaliadores da prática educativa

Cléia Renata Teixeira de Souza, Paula Marçal Natali

Resumo


A Educação Social é uma prática educativa complexa, por se manifestar em contextos diversos e com metodologias distintas. Os sujeitos que dela participam em diferentes condições estão em formação permanente e podem ser os responsáveis pelo processo educativo e avaliativo dessa práxis. O objetivo deste texto é discutir a possibilidade de que crianças e adolescentes pertencentes aos contextos da Educação Social sejam agentes do processo de avaliação, e apresentar ponderações referentes à formação no e para o contexto da Educação Social. A pesquisa está fundamentada em duas teses de doutorado desenvolvidas pelas autoras do texto e também por suas experiências como educadoras sociais e docentes no ensino superior. Assim como os educadores (adultos) da Educação Social, as crianças e os adolescentes que são sujeitos do processo podem e devem contribuir para a ação avaliativa dessa prática educativa. 


Texto completo:

223-236

Referências


ARRUDA, Fabiana Moura; MÜLLER, Verônica Regina. Brincadeiras e espaços

urbanos: um estudo da prática lúdica de crianças de diferentes classes sociais da

cidade de Maringá – Pr. Licere, Belo Horizonte, v.13, n.4, dez/2010

DEMO. P. Avaliação Qualitativa. 2. Ed. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1988.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. São Paulo – Autores Associados:

Cortez, 1989.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

HOFFMAN, Jussara Maria Lerch. Avaliação: mito e desafio-uma perspectiva

construtivista. Educação e Realidade, Porto Alegre, 1991.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e

proposições. 19 ed. São Paulo: Cortez, 2008.

MÜLLER,VerônicaRegina. História de crianças e infâncias: registros, narrativas e vida privada. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

NATALI, P.M. et al. Percursos da formação de educadores sociais no Brasil: processos em trânsito e diversidade de experiências. Seminário de Formação de Professores. Chile, 2017.

NATALI, P. M. Formação profissional na Educação Social: subsídios a partir de experiências de educadores latinos americanos. 2016. 243 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Maringá, Maringá. 2016.

NUÑEZ, Violeta. Pedagogia Social: Cartas para Navegar en el Nuevo Milenio. Satillana: Buenos Aires- Argentina, 1999.

SAUL, Ana Maria. Referencias Freireanas para a prática da avaliação. Revista

de Educação PUC-Campinas, Campinas, n. 25, p. 17-24, novembro 2008.

SOUZA, CléiaRenataTeixeiradeSouza. O Projeto Futuro Hoje em Maringá/Pr: desafios da Educação Social rumo à política pública. Dissertação de Mestrado. Programa de Pos graduação em Educação, Universidade Estadual de Maringá. 2010.

SOUZA, Cléia Renata Teixeira. Educação Social e avaliação: indicadores para contextos educativos diversos. Tese de Doutorado. Universidade Estadual de Maringá. Programa de Pós- Graduação em Educação. Maringá, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.