: Gênero e História Pública sob a perspectiva do ensino de História

A História Pública constitui uma plataforma de observação e análise realizada a partir de diálogos assimétricos entre sujeitas e sujeitos sobre suas próprias trajetórias inscritas em processos históricos de média e longa duração. Ela pode ser considerada, também, um campo de atuação na promoção de formas diversas de produção, divulgação e compartilhamento do conhecimento histórico, além dos muros da Academia. O campo dos Estudos de Gênero,que se dedica à historicização das subjetividades e das relações sociais desiguais em função da percepção da diferença sexual, é atualmente um espaço discursivo e de saber no qualse desenvolvem importantes renovações de perspectivas para a pesquisa, a produção de conhecimento, a escrita, a divulgação e o ensino da história. O entrecruzamento desses campos pode se converter numa atitude historiadora que privilegia escutas, análises e escritas inclusivas sobre feminilidades, masculinidades e (a)sexualidadesplurais e dissidentes, inscritas em diferentes corpos inseridos em múltiplas temporalidades. Torna possível, ainda,o alargamento na produção de fontes e recursos para as distintas dimensões da história profissional e/ou comunitária, seja na produção, na divulgação ou no ensino, ao levar em conta as tecnologias e os processos participativos com diversos públicos e suas demandas sociais e identitárias. Com o intuito de promover o diálogo e a reflexão sobre História Pública eos Estudos de Gênero, com ênfase no ensino de História, convidamos pesquisadores e pesquisadoras a enviar artigos para compor o Dossiê Gênero e História Pública sob a perspectiva do ensino de História.


Organizadoras: Profa. Dra. Marta Gouveia de OliveiraRovai (UNIFAL) e Profa. Dra. Kenia Gusmão Medeiros (IFG).